Texto do GENERAL VALMIR – ATÉ QUANDO… ?

maio 26 00:44 2015


111111111111gelmages-620x1024ATÉ QUANDO… ?

Quem é você?

Sambista, carnavalesco, gay, lésbica, preto ou negro, branco, funkeiro, índio, quilombola, favelado, abonado, pobre, rico, ou simplesmente brasileiro?

Foi um dos porcos domesticados? Ou era um javali selvagem?

Foi cercado como na velha estória, e ficou preso numa gaiola recebendo migalhas para não morrer de fome?

Quantas bolsas você recebe? Tem cotas?

 E sem qualquer iniciativa vegeta o resto de sua vida?

Nesta situação, perdeu a sua dignidade, a sua honestidade e a sua coragem?

Talvez você seja o vizinho daquele que teve o seu jardim invadido, ou um idiota que viu arrancarem as flores de um quintal qualquer, porém sempre dos outros?

Para você era sempre na terra dos outros, que os acólitos do desgoverno faziam qualquer coisa?

Na sua não.

Você não reclamava, não lutava, não denunciava, e por isso pensava, estou livre.

Até que um dia você lembrou que no passado você era como um porco selvagem, e se provocado reagia, mas não agora.

Lembrou que viu muitas perseguições aos seus amigos e aos seus conhecidos.

Você calado, como uma pústula, escapava.

Ultimamente, você assistiu ao astronômico avanço das arrecadações do Tesouro Nacional, mas como os demais idiotas, não viu nenhuma melhoria no País.

Infraestrutura capenga, educação deprimente e caótica, saúde sucumbindo e os políticos e juristas com altos salários e muitas mordomias.

Você sentiu que o seu salário cada vez mais acabava antes do fim do mês. Era no dia 20, depois no dia 15, e, atualmente, nem chega no dia 10.

Sim, você não foi porco domesticado ou selvagem, não teve seu quintal invadido, nem suas flores colhidas na marra, mas concluiu que seu bolso era roubado, legalmente, todos os meses.

Lá se foi sua aposentadoria, o FGTS e o seu emprego. Se você é funcionário do PT no desgoverno, basta pagar o dízimo do partido e você está tranquilo. Se não é, acautele – se.

Hoje, esperamos que você medite sobre até quando você irá aguentar o espólio.

Em passado recente, manifestantes sem fim definido saíram às ruas, e você leu que eles estavam indignados com os rumos da Nação. Alguns afirmavam que a guerra estava chegando. Não chegou.

A força guerrilheira do MST está mais forte e mais adestrada. Agora, há até um “exército” do Lula, comandado pelo “general” Pedro Stédile…    

Atualmente, a situação ficou muito pior. É difícil acreditar que afundamos uma barbaridade.

O que era péssimo ficou muito pior, e, certamente, ainda, ficará mais degradante.

Atingimos o fundo do poço. O duro é que, como eles cavoucam o fundo, ele ficará mais profundo e mal cheiroso, e a cada hora mais difícil de um dia sairmos do buracão.

O triste é que você tem ajudado a enfiar a sua pá no fundo do poço, e participa ativamente de nossa miséria.

Somos um zero à esquerda e aplaudimos o BBB, o Lula, o Dirceu, o Foro de São Paulo, o BNDES e tantos quantos canalhas aparecerem.

Infortunadamente, mergulhamos na dúvida, e com tristeza indagamos, até quando… ?

Brasília, DF, 24 de maio de 2015.

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

Recebido do AUTOR – Revista IO Pesadelo dos Políticos //// -:.

Share Button

Comentários no Facebook